Viagem Brasil

Viagem Brasil: hoteis, pousadas romanticas, lua de mel e pacotes turísticos

Mudar linguagem para Inglês
Mudar linguagem para Espanhol
Mudar linguagem para Português
Busca

Macacos - Samuel Duleba
Bonito MS - Rico
Tartaruga Verde - André Seale
Estuario Litoral Bahia -  André Seale
Fernando de Noronha - André Seale
Praia Fernando de Noronha - André Seale


Notícias

04/10/2013 - 17h08

Ecoturismo atrai turistas ao Cantão em Tocantins

 
 

A+

A-

Altera o tamanho da letra

 
publicidade

Cerrado, floresta amazônica e pantanal. No Tocantins, os três biomas podem ser encontrados em um único lugar, no Parque Estadual do Cantão (PEC). O local é uma unidade de conservação, com área demarcada de aproximadamente 90 mil hectares, que fica entre os municípios de Caseara e Pium, na região centro-oeste do Tocantins.

O parque, criado em 1998, foi aberto para o uso público esse ano, por meio do projeto Procantão, que consiste na proteção, uso público e monitoramento do parque. Ele é executado por meio de uma cooperação entre o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), o Instituto Araguaia e a Associação Onça d`Água.

Aprovado e financiado pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), por meio do Tropical Forest Conservation Act (TFCA) - conta proveniente de um acordo com os Estados Unidos para investimentos na conservação e no uso sustentável das florestas, o Procantão tem recursos de mais de R$ 611 mil, sendo R$ 327 mil do Funbio, até 2014.

O uso público do parque estava previsto no Plano de Manejo do Cantão (plano de uso racional do meio ambiente), como conta a diretora executiva da Associação de Apoio à Unidade de Conservação Onça d`Água, Fátima do Socorro Gomes Costa. "A ideia é fomentar o ordenamento da atividade turística", diz ela, lembrando que em Caseara o fluxo turístico existia em função da praia e não do ecoturismo. "O bioma amazônico que fica mais perto dos grandes centros é dentro do Tocantins. Assim, fica mais fácil conhecer a Amazônia pelo Tocantins", diz.

Ecoturismo: 
Com fauna e flores ricas, com 55 espécies de mamíferos, 453 de aves, 301 de peixes e 63 espécies de répteis, segundo registros informados pelo Instituto Araguaia, com os rios Araguaia e Coco, o Parque Estadual do Cantão está atraindo turistas, inclusive estrangeiros. De acordo com a superintendente de Unidade de Conservação e Educação Ambiental da Onça d`Água, Paula Montenegro, só no mês de agosto deste ano foram registradas 826 visitas. E essa mudança reflete também na população local.

Moradores da região fizeram curso de formação para serem condutores de turistas e fazem o trabalho dentro do parque. "Não tem problema a visita, existe um plano de uso público determinando áreas restritas, produtos formatados e trilhas. O turista não pode ficar solto, tem que ter acompanhamento. A maior parte da área não se pode ir porque é de conservação."

Como a área é de conservação, não se pode cobrar pela visita, apenas os condutores (guias) recebem pelo trabalho oferecido, além disso há também operadoras que disponibilizam pacotes turísticos.

O preço de um passeio básico, incluindo o guia e alimentação, é em torno de R$ 200. Esse valor varia, de acordo com o roteiro. "As pessoas saem satisfeitas daqui. É emocionante estar no parque. Uma sensação boa", diz ela, que além de guia trabalha como ambulante.

Mais informações: (63) 3379-1438

Com informações: G1 - Globo

A reprodução integral ou parcial de textos e fotos deste portal somente é permitida com créditos para o autor e link para a página de onde foi transcrito. É expressamente proibida a reprodução total ou parcial das fotos das galerias sem a autorização prévia dos fotógrafos, os quais estão devidamente creditados nos nomes das galeriasCaso você seja autor de alguma imagem ou texto publicados neste site e deseja remoção ou correção, clique aqui para preencher o formulário de solicitação.


Receba nossa NewsLetter
Nome:
E-mail:
Código de segurança:
->