Viagem Brasil

Viagem Brasil: hoteis, pousadas romanticas, lua de mel e pacotes turísticos

Mudar linguagem para Inglês
Mudar linguagem para Espanhol
Mudar linguagem para Português
Busca

Fernando de Noronha - André Seale
Tartaruga Verde - André Seale
Praia Fernando de Noronha - André Seale
Praia do Sancho - Fernando de Noronha - André Seale
Cataratas do Iguaçu - André Seale
Bonito MS - Rico


Notícias

27/02/2009 - 08h57

Corais, pássaros e baleias regem o cenário de Abrolhos

 
 

A+

A-

Altera o tamanho da letra

 

`A riqueza natural do santuário marinho faz dele um dos lugares preferidos dos mergulhadores`

A fama de Abrolhos é bem antiga. O conjunto de ilhas vulcânicas já foi citado no diário do evolucionista Charles Darwin, nos escritos do pesquisador Jacques Cousteau e do navegador Américo Vespúcio - todos embasbacados com a beleza única do arquipélago baiano.

Com seus enormes bancos de corais, facilmente visíveis através das águas rasas e cristalinas do oceano Atlântico, o lugar é um pedacinho do Caribe em pleno litoral brasileiro.

Dizem que o arquipélago foi batizado por causa das exclamações dos marinheiros relacionadas a sua geografia irregular e repleta de recifes: "Abra os olhos!"

Além disso, uma infinidade de peixes tropicais, crustáceos e moluscos transformaram o mergulho no esporte oficial da região. Abrolhos é considerado por muitos especialistas, aliás, um dos 10 melhores pontos de mergulho do mundo.

A diversão é garantida pelos naufrágios - como o ex-cargueiro italiano Rosalina, hoje morada de barracudas e outros peixes. Mergulhar nas cavernas de Siribas também é uma experiência inigualável - mas exclusiva para os já iniciados.

Para quem ainda está começando, a submersão na enseada de Santa Bárbara é aberta a todos. A ilha também abriga um farol de 22 metros, importado da França por D. Pedro II para evitar que os navios desavisados caíssem nas armadilhas da geografia de Abrolhos.

Nessa plataforma continental - situada em Caravelas, no extremo sul da Bahia - a profundidade das águas varia bruscamente entre 50 e 400 metros, para o azar dos navegadores e sorte dos viajantes.

O parque nacional marinho é berçário de tartarugas, mamíferos e diversas aves, como o atobá e o rabo-de-palha. No verão, o espetáculo fica por conta das baleias jubarte, que procuram Abrolhos entre julho e novembro e fazem dele refúgio seguro para seus rituais de acasalamento.

O acesso às ilhas é feito através de embarcações cadastradas pelo Ibama a partir de Nova Viçosa, Caravelas, Alcobaça e Prado. Se não sentir vontade de ir embora (o que tem grandes chances de acontecer), você pode dormir em algumas escunas que ficam ancoradas no lugar e oferecem serviço de pernoite.

A maior parte das atividades, principalmente as trilhas, conta sempre com a presença de guias do Ibama. Eles dão informações sobre a natureza e história de Abrolhos e cuidam para que o paraíso seja preservado.

Fonte: Grupo Viagem

 

A reprodução integral ou parcial de textos e fotos deste portal somente é permitida com créditos para o autor e link para a página de onde foi transcrito. É expressamente proibida a reprodução total ou parcial das fotos das galerias sem a autorização prévia dos fotógrafos, os quais estão devidamente creditados nos nomes das galeriasCaso você seja autor de alguma imagem ou texto publicados neste site e deseja remoção ou correção, clique aqui para preencher o formulário de solicitação.


Receba nossa NewsLetter
Nome:
E-mail:
Código de segurança:
->