Viagem Brasil

Viagem Brasil: hoteis, pousadas romanticas, lua de mel e pacotes turísticos

Mudar linguagem para Inglês
Mudar linguagem para Espanhol
Mudar linguagem para Português
Busca

Macacos - Samuel Duleba
Praia do Sancho - Fernando de Noronha - André Seale
Tartaruga Verde - André Seale
Fernando de Noronha - André Seale
Estuario Litoral Bahia -  André Seale
Bonito MS - Rico


Notícias

13/02/2009 - 08h46

Estudo revela ambientes desconhecidos em Abrolhos

 
 

A+

A-

Altera o tamanho da letra

 

"Descoberta mostra que o sistema de recifes de corais da região pode ter o dobro do tamanho anteriormente considerado pela ciência"

Cientistas de três instituições anunciam a descoberta de uma grande área de recifes de coral e outros ambientes marinhos até então desconhecidos no Banco dos Abrolhos. Eles acreditam que a área pode ter o dobro do tamanho até então considerado pela ciência. A mesma região também foi alvo de um estudo divulgado em julho deste ano, segundo o qual a dinâmica de peixes recifais mostra que parcelas destas novas áreas apresentam abundância de vida marinha muito superior quando comparada aos recifes anteriormente conhecidos e melhor estudados.

Os resultados da pesquisa, intitulada "Mapping marine habitats in the largest reef area of Southern Atlantic: the Abrolhos Bank, Brazil", fórum apresentados esta no 11o Simpósio Internacional dos Recifes de Coral na Flórida-EUA. Desenvolvido por cientistas da Conservação Internacional, da Universidade Federal do Espírito Santo e Universidade Federal da Bahia, o projeto mapeou ambientes recifais em profundidades que variam entre 20 e 70 metros. Para tanto, foi utilizado um sonar de varredura lateral, equipamento que produz um mapa tridimensional do fundo marinho. Nas próximas etapas do trabalho, as áreas mais promissoras serão novamente visitadas para a obtenção de amostras mais detalhadas da vida marinha ali existente.

Os resultados do estudo demonstram que mesmo em Abrolhos, o maior e mais rico banco de corais do Atlântico Sul, apenas uma pequena parte dos habitats marinhos é conhecida e está protegida. Os resultados preliminares do mapeamento do fundo marinho já apontam para a existência de uma grande área de recifes e outros ambientes nas áreas mais profundas da região . Rodrigo Moura, biólogo da Conservação Internacional e co-autor do estudo, explica que quando o trabalho foi iniciado esperava-se encontrar estruturas recifais ainda não mapeadas, mas não na escala do que foi descoberto. "Precisamos agora checar a vida marinha associada a estas estruturas, para entender melhor sua importância para a conservação de Abrolhos", informa.

O outro estudo, divulgado na semana passada, de co-autoria de Rodrigo Moura, e Ronaldo Francini Filho, professor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), demonstrou a importância de um desses recifes profundos para a vida marinha no Banco dos Abrolhos. Os resultados obtidos apontam para biomassas de peixes até 30 vezes maiores nestes recifes do que nos recifes mais rasos até então conhecidos. Segundo o professor Francini Filho, apesar do isolamento e do fato de ainda não serem cartografados, esses recifes vêm sendo descobertos e explorados por barcos pesqueiros, cada vez maiores e mais bem equipados com sonares e equipamentos de localização por satélite. "É preciso avaliar e monitorar a vida marinha nessas estruturas, garantindo que se faça um uso mais sustentável dos recursos pesqueiros ali existentes", afirma o professor. No artigo, publicado na revista científica Aquatic  Conservation, os pesquisadores também fazem uma análise da importância das atuais áreas marinhas protegidas do Banco para a conservação de espécies de peixes de importância econômica, mostrando que o atual conjunto de áreas protegidas não é suficiente para a proteção destas espécies.

Segundo Guilherme Dutra, diretor do Programa Marinho da Conservação Internacional, estes estudos realizados de forma integrada permitem a melhor compreensão da complexidade e da conectividade dos ecossistemas da região dos Abrolhos, propiciando melhores condições para planejar sua proteção. "Os dados de ambos os estudos apontam para a necessidade de uma rede de áreas marinhas protegidas que contemple outros ambientes ainda não protegidos", afirma Dutra.

Estes estudos fazem parte do Programa de Ciência Aplicada ao Manejo de Áreas Marinhas Protegidas, coordenado pela Conservação Internacional com a participação de várias instituições de pesquisa no Brasil e em outras três regiões no mundo, com o apoio da Fundação Gordon e Betty Moore. O projeto de mapeamento do fundo marinho do Banco dos Abrolhos conta também com o apoio do International Conservation Fund of Canada.

Informações complementares

International Coral Reef Symposium ou Simpósio Internacional dos Recifes de Coral é o maior encontro mundial relacionado à pesquisa de recifes corais na atualidade. Organizado a cada quatro anos pela Sociedade Internacional de Estudos de Recifes de Coral, a proposta do Simpósio é compartilhar informações científicas com agentes governamentais e não-governamentais ao redor do mundo. A sua 11a edição acontece na Flórida-EUA de 7 a 11 de julho de 2008.

Banco dos Abrolhos é um alargamento da plataforma continental que começa próximo à foz do rio Doce, no Espírito Santo, e segue até a foz do Rio Jequitinhonha na Bahia. Com cerca de 46 mil km2, compreende um mosaico de ambientes marinhos e costeiros margeados por remanescentes da Mata Atlântica, abrangendo recifes de coral, bancos de algas, manguezais, praias e restingas. A região concentra a maior biodiversidade marinha conhecida no Atlântico Sul, abrigando várias espécies endêmicas, como o coral-cérebro, e espécies ameaçadas de extinção. Berçário das baleias-jubarte, a região dos Abrolhos foi declarada, em 2002, área de Extrema Importância Biológica pelo Ministério do Meio Ambiente.

Fonte: Bionovas Online

 

A reprodução integral ou parcial de textos e fotos deste portal somente é permitida com créditos para o autor e link para a página de onde foi transcrito. É expressamente proibida a reprodução total ou parcial das fotos das galerias sem a autorização prévia dos fotógrafos, os quais estão devidamente creditados nos nomes das galeriasCaso você seja autor de alguma imagem ou texto publicados neste site e deseja remoção ou correção, clique aqui para preencher o formulário de solicitação.


Receba nossa NewsLetter
Nome:
E-mail:
Código de segurança:
->