Viagem Brasil

Viagem Brasil: hoteis, pousadas romanticas, lua de mel e pacotes turísticos

Mudar linguagem para Inglês
Mudar linguagem para Espanhol
Mudar linguagem para Português
Busca

Macacos - Samuel Duleba
Tartaruga Verde - André Seale
Fernando de Noronha - André Seale
Estuario Litoral Bahia -  André Seale
Praia Fernando de Noronha - André Seale
Cataratas do Iguaçu - André Seale


Notícias

24/02/2009 - 10h09

Turismo sub: Confira alguns lugares fantásticos para mergulhar

 
 

A+

A-

Altera o tamanho da letra

 
publicidade

Parcel de Manoel Luís (MA)

Fortes correntes, grandes variações de marés e inúmeros bancos de areia somado a cinturões de recifes de corais fizeram do litoral maranhense um dos locais mais perigosos do mundo para grandes navios. Por isso, além das belezas naturais, o Estado possui um cemitério com mais de 200 embarcações a cem milhas da capital, o Parcel de Manoel Luís. Instituído Parque Estadual Marinho desde 1991, é considerado uma das Sete Maravilhas do Mundo Marinho, com 18km de extensão e 6m de largura, com algas marinhas calcáreas fossilizadas de até 50m de altura. Um paraíso para o mergulho em naufrágio, com muitos objetos do século XIX, como armas, pratarias, canhões, bronze, hélices e até garrafas de bebida.

Fortaleza (CE)

Muitos naufrágios e parcéis numa visibilidade dificilmente com menos de 18 metros. E água sempre na casa dos 25ºC... muitos peixes de passagem e xaréus conhecidos pela comunidade como galos-de-rabo. O cuidado lá é com o vento Noroeste, que levanta tudo, e deixa muita suspensão nas águas cearenses. Os mergulhos acontecem a 10 milhas da costa e os parcéis são encontrados abaixo dos 20m. Os ossos do Baron é o naufrágio mais conhecido, com a maior parte intactada e assentada a 32m. Da superfície se avista uma sombra dentro d`água: o convés, a 20m.

Macéio e Paripueira (AL)

Pouco explorada pelos mergulhadores autônomos, os 230km de costa alagona preservam muitos recifes de corais, que formam piscinas naturais, além de esconderem muitos naufrágio e "cabeços", recifes que não afloram à superfície do mar, como o do Recanto e do Eufrásio. Arraias, meros, caranhas e tartarugas visitam os destroços do naufrágio Draguinha e do Dragão (ambos a 7 milhas da costa), assim como a balsa Sequipe. Os três, porém, são mergulhos com pelo menos 30m de profundidade. Paripueira, a 30km de Maceió e dentro de uma APA, é um novíssimo point e tem grandes recifes a apenas 12m de profundidade. Points com mergulho livre garantido.

Recife e Olinda (PE)

O nome da capital de Pernambuco já indica que a barreira de recifes de corais na costa é extensa. E, portanto, muitos naufrágios aconteceram por ali. As operadoras locais especializaram-se em 17 deles, dentre eles Santa Rosa e Prince, que prometiam tesouros... Os navios encontram-se em média a 20m de profundidade. Para completar, um B-18, avião da II Guerra, caiu em frente à praia de Piedade, mas a baixa visibilidade e os desmantelamento dificultam a visitação. Para os avançados, o corveta Camaquã é um naufrágio e tanto, a 56m de profundidade, em Olinda. Muita vida marinha, boa visibilidade e objetos como canhões, metralhadoras e mais de 30 minas explosivas.

Fernando de Noronha (PE)

São 19 ilhas vulcânicas, mar de profundo azul, com visibilidade média de 25m e temperatura da água a 28ºC... Paraíso dos ecologistas, aventureiros, turistas estrangeiros, o arquipélago de Fernando de Noronha (hoje Parque Nacional Marinho) dispensa elogios rasgados. Mas é difícill não fazê-los; o local tem tantos golfinhos que uma das encostas é chamada de Baía dos Golfinhos. Naufrágios como o cargueiro Eliane, a 8m, ou o corveta V17 Ipiranga, a 60m, são uma das atrações sub, assim como as pedras em forma de túneis (Morro de Fora), com até 15m de profundidade, e a caverna da Ponta da Sapata fazem a alegria de mergulhadores. Para os técnicos, mergulhos de até 100m em paredões (!). Cardumes de passagem, cações, corais, salemas, cirurgiãos-azuis a as muitas espécies de arraias. Points com mergulho livre garantido.

Salvador (BA)

Dos mais de 300 naufrágios no mar baiano, nas proximidades de Salvador e da Ilha de Itaparica, apenas 70 estão catalogados. Isso quer dizer que ainda há muito o que explorar em uma das costas mais bonitas do Brasil. Alguns cargueiros já estão desmantelados, mas o grego Cavo Arthemids, que afundou em 1980, está em bom estado e é possível visitar a casa de máquinas, guindastes, dormitório, banheiro, os vários salões e leme. Está entre 8 e 30 metros de profundidade. Para os mewrgulhadores iniciantes, os naufrágios Germania, Maraldi e Bretania são boas opções. Outras atrações são os cabeços de recife perto da Ilha de Itaparica, entre 6 e 30 metros de profundidade, e o norte da Baía de Todos os Santos com as formações Pedra da Maré, Gaituba e Mangueira. Points com mergulho livre garantido.

Chapada da Diamantina (BA)

Um dos melhores roteiros de ecoturismo do país abriga também bons mergulhos em cavernas, seja para um mergulho livre ou com especializações em níveis de caverna. Na conhecidíssima Gruta Azul o mergulho é proibido, mas as grutas da Pratinha e do Encanatado permitem visibilidade de 60m! Tem também o Olho d`água, no rio Paraguaçu, a Lapa Doce, o Poço do Milú, Impossível e a Piscina da Princesa. Porém, a maioria dos mergulhos precisa de autorização do IBAMA e somente acompanhado de instrutores credenciados. Points com mergulho livre garantido.

Abrolhos (BA)

"Abram os olhos!" Era isso que os portugueses gritavam ao chegar no Brasil pelo sul da Bahia: abrir os olhos para não bater e naufragar nos muitos bancos de corais e areias, parcéis e ilhas. Desde 1983, as três ilhas principais, os parcéis e recifes de coral que somam uma área de 90,3 mil hectares foram elevados à condição de Parque Nacional Marinho. Além da fauna marinha, o naufrágio Rosalina e corais endêmicos, como o cérebro, os visitantes sub podem curtir as aves atobás que moram nas ilhas e, o deleite: as baleias jubarte. De agosto a novembro, esses grandes mamíferos escolhem as águas de Abrolhos para dar cria e amamentar seus filhotes. Espetáculos à parte, que só podem ser vistos das embarcações (há live-aboard). Points com mergulho livre garantido.

Bonito (MS)

No interior do Brasil, a 1.185 quilômetros do oceano Atlântico, fica o melhor point dos mergulhadores de caverna no Brasil: as cavernas submersas de Bonito. As mais visitadas são: a Gruta do Mimoso, com 50 metros de profundidade e aproximadamente 150 metros de trilhas; o Buraco das Abelhas e do Sapo, um complexo de rios subterrâneos que corre para a superfície, com direito a vistas de lambaris e bagres; as Nascentes do rio Formoso, que tem muitas galerias e sistemas nesse complexo; e o famoso Abismo Anhumas, com seus cones submersos e a aventura de chegar ao nível dá água através de um rapel. Esses mergulhos, porém, são somente para mergulahdores especializados, sendo para os iniciantes permitidos apenas no campo de visão do instrutor. Points com mergulho livre garantido.

Guarapari (ES)

Ao sul do Estado capixaba, ficam bons points de mergulho embarcado e perto da costa. Nas Três Ilhas, o mergulhador encontra um bom remanso com boas chances encontrar grandes meros. Já a Ilha do Farol é cultuada como paraíso dos polvos, lagostas, carangueijos, moréias e garoupas entocadas. O cargueiro Bellucio é uma boa atração para o mergulho em naufrágio. Ele afundou depois de se chocar com o parcel submerso em frente às Ilhas Rasas. Há ainda a Ilha Escalvada, um pouco mais afastada. A visibilidade do local é boa; de 15 a 25 metros durante todo o ano.

Búzios (RJ)

Armação dos Búzios, a 190km da cidade do Rio de Janeiro é verdadeiramente um paraíso turístico de natureza, conforto e beleza. A atriz francesa Brigitte Bardot internacionalizou o local nos anos 60 e hoje muitos estrangeiros frequentam o lugar e outros criaram raízes. As ilhas e parcéis a apenas 6 milhas da costa e muito mergulho livre. As saídas podem ser embarcadas ou direto da praia. Enormes e coloridas lagostas, cavalos-marinhos, moréias e linguados estão observados a poucos metros da areia. Ilhas como da Âncora, Gravatás e o parcel Algados. Para os especialistas, o naufrágio Wakama (55m de profundidade) é ainda pouco visitado, o que sugeriria mais fotos e registros subaquáticos. Points com mergulho livre garantido.

Arraial do Cabo (RJ)

Conhecida pelas águas frias, decorrentes da corrente marítima das Malvinas, essa península perto de Búzios e Cabo Frio é famosa pela presença de peixes de águas frias e dos cavalos-marinhos. Águas azuis, como em toda a Costa do Sol (norte do Estado do Rio Janeiro).

Ilha Grande (RJ)

É quase um crime nunca ter mergulhado na principal ilha de Angra dos Reis. Presídio desativado desde 1994, a ilha já foi refúgio de piratas europeus no século XVIII, e hoje é refúgio de ecoturistas brasileiros e estrangeiros em busca de um só tesouro: as águas tranquilas das praias desertas do mar de dentro e as ondas e mergulhos no mar de fora. Visibilidade e temperatura médias de 15m e 20ºC. Devido as muitas ilhas próximos, vários pontos de mergulho e três naufrágios muito visitados: Aquidabã, Pinguino e California. Dentro os melhores points, a Gruta do Acaiá, as ilhas dos Meros, das Palmas, Guriri, do Pau a Pino e de Jorge Grego, e as lajes Matariz e Branca, excelentes para o mergulho noturno. Points com mergulho livre garantido.

Parati (RJ)

Apelidada carinhosamente de banheira pelos mergulhadores, foi o berço de muitos deles, onde a maioria dos paulistas e cariocas aprenderam as primeiras lições de mergulho, por causa das águas calmas abrigadas por várias ilhotas e pela Baía de Ilha Grande. Já foi mais visitada, mas ainda há mergulho o ano todo, com temperatura da água e visibilidade a, respectivamente, 21ºC e 10m. Points com mergulho livre garantido.

Ubatuba (SP)

Boa opção para os paulistas que procuram mergulho embarcado com a combinação das belas praias do litoral norte. As ilhas mais exploradas são a Anchieta e das Couves. A primeira, ao modo de Ilha Grande, já abrigou um presídio político até 1954 e suas ruínas podem ser visitadas com a permissão de autoridades, já que faz parte do Parque Estadual Marinho Ilha Anchieta. Dista 5 milhas da costa, e a das Couves, menor, 12 milhas. Porém, a abundância de vida e cardumes de passagem são vistos com mais facilidade na Ilha Vitória, que fica a 24 milhas da costa, entre o litoral de Ubatuba e Ilhabela. A viagem de uma hora de lancha vale a pena: a com águas mais limpas, a visibilidade alcançca facilmente os 20m. Duas reentrâncias (sacos do Paiá e da Professora) são a festa de grandes garoupas e peixes-papagaio.

Laje de Santos (SP)

Situada a 25 milhas da costa, o Parque Estadual Marinho da Laje de Santos é um santuário ecológico de 5 mil hectares em meio ao oceano Atlântico. A laje de pedra em forma de baleia é de granito e se separou do continente há milhões de anos. Os paredões submersos de até 33 metros dão margem a vários tipos de mergulhos. O mais básico é no Portinho, que vai até 20m e é a parte mais abrigada. Os mas radiciais seriam nos túneis dos Calhaus e Parcel dos Rochedos, onde mergulhadores experientes fazem um profundo de até 45m encontrando caranhas, bonitos e outros cardumes de passagem. A viagem embarcada sai do litoral sul pelo Guarujá e São Vicente, e demora uma hora e meia.
Arvoredo (SC)

A Reserva Biológica do Arvoredo ficou fechada por sete anos e continua sendo o melhor point do litoral sul brasileiro. É para as ilhas de Arvoredo, Galé, Deserta e Calhau de São Pedro que as operadoras de Floripa, Bombinhas, Paraná e Rio Grande do Sul levam seus clientes. Muita vida marinha local, como esponjas e corais, e cardumes de salemas, marimbaus e badejos, felizmente todos protegidos pela lei anti-caça que rege nas reservas ecológicas. Visibilidade média de 10m e águas a 21ºC. O naufrágio do cargueiro Lilli é um interessante passeio, mas pelo lado de fora, devido ao desmatelamento.

Fonte: Redação 360

 

A reprodução integral ou parcial de textos e fotos deste portal somente é permitida com créditos para o autor e link para a página de onde foi transcrito. É expressamente proibida a reprodução total ou parcial das fotos das galerias sem a autorização prévia dos fotógrafos, os quais estão devidamente creditados nos nomes das galeriasCaso você seja autor de alguma imagem ou texto publicados neste site e deseja remoção ou correção, clique aqui para preencher o formulário de solicitação.


Receba nossa NewsLetter
Nome:
E-mail:
Código de segurança:
->